Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/cronista/public_html/Connections/painel_config.php on line 10
 Cronistas

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/cronista/public_html/index.php:5) in /home/cronista/public_html/pgs/contadorLeitores.func.php on line 23

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/cronista/public_html/index.php:5) in /home/cronista/public_html/pgs/contadorLeitores.func.php on line 23
    626

"Do, or do not. There is no try"

16/02 d 2012 as 21:54

Não poderia me furtar de falar sobre eleição esta semana. Sei que o assunto está sendo abordado de diversas maneiras na mídia e até pelos meus colegas escritores do site. Mas vou expor aqui um pouco da minha singela opinião sobre os dois lados deste evento, os candidatos e o povo.


 


Todos os anos em que temos eleição é a mesma coisa. O país pára. Mesmo com eleições municipais o congresso não trabalha. O Lula faz campanha para seu partido. O resto da população assiste atônita a campanha pela televisão, enquanto os candidatos emporcalham as cidades com seus cartazes. Uma vergonha. Deixar um país, de famintos e pobres, parado, porque as instâncias federais precisam ajudar seus correligionários se elegerem, é cúmulo do luxo.


 


Mas pelo menos, existem algumas cidades que aderiram a campanha limpa. Sem cartazes. O candidato tem que ganhar a eleição conversando com o povo e não fazendo cartazes bonitos. Sinceramente, ao invés do congresso estar parado, poderia estar votando uma lei de campanha limpa para todo o país. Mas como é que os candidatos iriam contratar seus amigos que são donos de gráficas para fazer cartazes?


 


Infelizmente, a sujeira é grande!


 


Do outro lado, está a população. Que ouve todos os dias pelo rádio e assiste pela televisão as promessas dos candidatos de sua cidade, e fica tentando acreditar.


 


Na verdade apenas uma parte tenta acreditar, pois muitos brasileiros encaram eleição, como sendo um dia que não pode beber cerveja no bar e um dia que podia ter viajado. Recebi até um e-mail dizendo para votar em determinado candidato, pois o segundo turno vai ser no meio do feriado de finados!


 


Desde que as eleições passaram a ser diretas, o povo está tentando. Tenta um partido, tenta outro. Esquerdas e direitas se alternando no poder. O povo elege um para ver se funciona. Depois desiste e elege o outro. Depois desiste do outro e elege o um. E assim vai.


 


Com os candidatos é pior. Tentaram um candidato bonito. No começo, tudo maravilhoso, depois só falcatrua. Tentaram um professor, mas depois acharam que ele era muito teórico. Resolveram partir para a prática e tentaram um metalúrgico para ver no que vai dar!


 


Nas diversas cidades brasileiras a coisa é pior. A coitada da população é levada a acreditar em todo o tipo de candidato. Fazendeiro, guarda de trânsito, farmacêutico, mendigo, atriz pornô e até sexóloga. Um verdadeiro zoológico humano.


 


O que tudo isso que estou falando tem a ver com o título desta crônica? Vai lá, pode ler de novo que eu espero... para os fãs da história deve estar fácil identificar o autor. A frase foi dita por Frank Oz, a voz do personagem Yoda no filme de ficção científica de 1980, Star Wars: O império contra-ataca.


 


Precisamos olhar para as ficções do cinema com um olho menos infantil e iludido e mais com olhar de futuro. Está na hora do povo brasileiro parar de tentar, afinal, “Faça ou não faça. Chega de tentativas” (Yoda).

Deixe seu comentário!

    Nome (obrigatório)
    E-mail (não será publicado) (obrigatório)
    Mensagem:

contato@cronistas.com.br

© 2011 cronistas.com.br - Todos os Direitos Reservados - É proibida a reprodução do conteúdo deste site sem prévia autorização

Desenvolvido por Dk3 Internet.