Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/cronista/public_html/Connections/painel_config.php on line 10
 Cronistas

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/cronista/public_html/index.php:5) in /home/cronista/public_html/pgs/contadorLeitores.func.php on line 23

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/cronista/public_html/index.php:5) in /home/cronista/public_html/pgs/contadorLeitores.func.php on line 23
    1212

Dieta nossa de cada dia

10/02 d 2014 as 23:06

O mundo hoje gira, sem pensarmos na economia mundial e crises, em torno do umbigo. Há umbigos largos e avantajados; achatados e tristes; alegres e profundos; saltados e gordinhos e; os lisos sem expressão. A moda é cuidar do corpo e encurtar o “pânceps”.


 


Há os que vão à academia todos os dias. Correm, transpiram, levantam peso, pedalam, sobem escadas, lutam, nadam, dançam. Tem gente que faz mais atividade física numa academia em uma semana, do que eu na minha vida inteira. E ir à academia virou um evento social, assim como fazer um happy hour. Prazeres distintos, mas que relaxam a mente.


 


Mas, muita gente que está nessas de perder uns quilos ou, simplesmente, fazer um esporte despretensioso, alia a atividade física ao regime. Uma dieta balanceada para tirar aquele pneu ou bambolê dos lados, afinar as pernas e tornear os braços. Claro que há aquele narcisista, que pretende tirar a camisa no meio da rua e mostrar seu porte marombado e sua mente anabolizada. Mas, via de regra, as pessoas têm se preocupado mais com a saúde.


 


Lembro-me, ainda bem pequeno, quando minha mãe fazia a dieta da lua. E eu, em minha inocência mirim, ficava sem entender nada. Era um dia ou dois, sei lá, que ela só tomava água. Eram litros d’água. Eu não entendia nada e pensava: “Essa tal lua está cada dia num lugar, o que ela vai ajudar nesse regime doido?”. Dieta da lua deve ser igual a horóscopo: Ninguém sabe para que serve, mas todo mundo um dia perde tempo com isso.


 


Muitas mulheres, meses antes do casamento, ficam desesperadas com os quilos a mais. Na verdade, todas as mulheres sempre acham que estão fora de forma. Mas, os quilos que sobram atormentam tanto as mulheres, como os boletos pré-casamento atormentam os homens.


 


Pois bem...


 


Quando faltam uns dois ou três meses para o famigerado dia do matrimônio, as noivas, que já se esqueceram do Santo Antônio, ficam horas em frente ao computador consultando o oráculo da sabedoria: Dr. Google. E lá há uma infinidade de receitas milagrosas para emagrecer em pouco tempo e ficar com o abdômen trincado: Receita da Sopa, da canja, do pé do frango, da alface com repolho, do glúten, da lactose, do carboidrato, do quiabo que te carregue e do jiló.


 


Mas, essa mulherada não gosta de fazer a coisa sozinha. Convida suas madrinhas para ajudarem. Afinal, todas querem usar o vestido que está no manequim da loja que aluga roupas. E lá vão todas em grande comitiva organizando seus chás, cafés e sopas. O café da manhã é regado ao chimarrão. No almoço, sopa de mandioquinha. À tarde, sopa de legumes. À noite, uma dose cavalar de sibutramina.


 


Aí, chega o dia do casamento. A cidadã, que está com o rosto amarelo de hepatite, toma lá suas doses de vinho. Fica altinha. Vai pra noite de núpcias. Acorda e vai para lua de mel. Lá, come tudo o que não comeu a vida inteira e engorda horrores. Fica o triplo do que era antes de começar a famigerada via sacra do casamento.


 


Quem sofre com isso? Ah, o marido que comeu tudo o que ela devorou na lua de mel.


 


Voltam de viagem. E aí começa toda aquela ladainha:


 


- Preciso emagrecer.


 


- Eu sei.


 


- Meu corpo está todo disforme.


 


- Relaxa. Eu te amo mesmo assim.


 


- Olha pra mim. Eu nunca fiquei assim.


 


- Te amo. Isso é o que importa.


 


- Ama nada. Se me amasse, não deixaria eu ficar desse jeito.


 


- Você queria que eu fizesse o quê? Tirasse a comida do seu prato?


 


- Agora vamos fazer a dieta do Dukan.


 


- De quem?


 


- É um médico francês.


 


- Querida... Eu já fiz a dieta dos postos e fiquei com mais pontos na balança do que na carteira de motorista. Se vier com essa coisa de francês, vou comer o quê? Petit Gateau?


 


- Nem pensar. Tá doido? A coisa é séria. Uma semana sem carboidrato.


 


- Você já faz eu tomar aquele suco contra toxina, o tal do Detox. E eu que achava que só chá de boldo era ruim.


 


- Você come só proteína, benzinho.


 


- Isso não é dieta do Dukan. Isso é dieta do cão!


 


- Benzinho... Por mim, vai?


 


- Faz você. Eu vou comer ração.


 


- Tem carboidrato...

Comentários:

    Elenice Vieira falou em: 25 DE JULHO DE 2016 as 19:15
Acabei de descobrir este site através do oráculo da sabedoria Dr google (rs, rs..). Estou me divertindo muito lendo as crônicas e até tive a ousadia de enviar uma. Eu adoro poder ler esta forma poética e casual como as pessoas veem o mundo, a rotina através das crônicas. Parabéns pelo site!!!

Deixe seu comentário!

    Nome (obrigatório)
    E-mail (não será publicado) (obrigatório)
    Mensagem:

contato@cronistas.com.br

© 2011 cronistas.com.br - Todos os Direitos Reservados - É proibida a reprodução do conteúdo deste site sem prévia autorização

Desenvolvido por Dk3 Internet.