Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/cronista/public_html/Connections/painel_config.php on line 10
 Cronistas

Rock and roll na veia!!!!


Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/cronista/public_html/index.php:5) in /home/cronista/public_html/pgs/contadorLeitores.func.php on line 23

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/cronista/public_html/index.php:5) in /home/cronista/public_html/pgs/contadorLeitores.func.php on line 23
    890

''Passeio'' de sábado a noite

19/01 d 2012 as 22:10

Numa dessas tentativas de economizar dinheiro no fim de semana, resolvi comer um lanche no shopping que tem perto de casa. Primeiro, não fui de carro, pois dois quarteirões de distância não cansam uma pessoa semi-sedentária, o que me ajudou a não gastar uns trocados, e fazer um pouco de exercício. Paguei pouco mais de sete reais em um sanduíche meio "natureba" e um chá com limão, e aproveitei para passear um pouco por ali.

Bem, por se tratar de um estabelecimento situado em uma região não tão nobre da cidade de São Paulo, é comum ver pessoas humildes olhando a mesma vitrine que senhoras emperiquitadas. Não que a aparência das pessoas julgue suas condições sociais, mas é uma situação um tanto quanto contrastante para uma primeira impressão.


 


Uma coisa que reparei foi a influência da televisão sobre as pessoas, em especial as adolescentes. Perdi a conta das garotas que vi vestidas seguindo o padrão "Raíssa", a patricinha funkeira da novela das oito. Algumas com calças bem justas (Devem ter subido no telhado de casa e pulado na calça que estava estendida no varal!), outras com umas saias que mais pareciam um cinto, e uma camiseta pior que a outra. Sem falar no essencial e indispensável boné colocado meio torto na cabeça.


 


Há algum tempo prometi a mim mesmo não escrever sobre funk, mas não dá! Pensei que passada aquela fase de "Tigrão" e sei lá mais o que, este rítmo iria cair em esquecimento e ficar restrito a determinada região que tem o mau gosto de apreciá-lo, mas não, aí vem a "plim-plim" e começa a divulgar uma nova geração de músicos (Se bem que chamar este pessoal que está cantando funk de músico, chega a ser um insulto para as pessoas que realmente entendem e trabalham com a música!). Desculpe-me, mas me recuso a acreditar que uma mãe em sã consciência permita que uma criança tenha acesso a uma "música" cuja letra contém a frase "..tô ficando atoladinha..."! Para isto sim deveria ser realizado um referendo, e a pergunta seria "Devemos permitir a divulgação de músicas caracterizadas como cretinas nos meios de comunicação?".


 


Passado um parágrafo de desabafo, até que foi divertido passar uma noite de sábado no shopping, pois havia bom tempo que não via um bando de adolescentes sentados numa mesa ao lado da minha tecendo uma conversa sem nexo, onde três garotas ficam esquivando-se do xaveco de dois garotos que as acompanham. Não sei o motivo, mas achei engraçado.


 


Não escrevi tudo isto por estar ficando velho, aliás, estou mais perto dos vinte do que dos trinta anos. E pelo que sei a velhice chega lá pelos sessenta. E olhe lá!


 


Pois bem, este passeio ao shopping no início da noite de sábado, só me serviu para lembrar como é boa a vida quando não se tem responsabilidades que possam afetar de forma drástica o futuro.

Deixe seu comentário!

    Nome (obrigatório)
    E-mail (não será publicado) (obrigatório)
    Mensagem:

contato@cronistas.com.br

© 2011 cronistas.com.br - Todos os Direitos Reservados - É proibida a reprodução do conteúdo deste site sem prévia autorização

Desenvolvido por Dk3 Internet.